Software ajuda empresas a se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados

Software ajuda empresas a se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), publicada em 2018 – com a maior parte da lei entrando em vigor em setembro de 2020 – tem transformado a rotina de empresas de todo porte. A adequação à lei é complicada e exige amplo conhecimento jurídico e tecnológico, uma vez que toda e qualquer informação de um cliente deve ser tratada com total confidencialidade.

Os empresários têm dificuldade de implantar a LGPD pela necessidade de conhecimentos multidisciplinares complexos e que envolvem diversas áreas de um negócio. Diante dessa dificuldade de adequação às diretrizes da LGPD, a startup Octo desenvolveu um software que descomplica as regras para o uso das informações em uma interface fácil e intuitiva.

Para Rodrigo Otávio, CEO do Octo e criador do software, o processo de implementação da LGPD é complexo para a maioria dos empresários. “A LGPD é multidisciplinar e exige conhecimento prático em diversas áreas. Infelizmente ela não é simples e requer apoio externo na maioria dos casos”, conta. A ferramenta está revolucionando o mercado, principalmente pelo valor acessível e o respaldo remoto em tempo integral. Desde sua criação em 2020, o Octo ganhando novos clientes todo mês e prevê um crescimento de 300% ainda em 2022.

O gerente de TI da empresa Cemitério Vertical, Arnaldo Coraiola Júnior, utiliza o Octo desde 2021 quando a lei foi promulgada. “De início percebemos que seria um trabalho grande adequar a empresa à LGPD e por isso optamos pela plataforma. O software descomplica a lei e amplia o entendimento por meio de canais de comunicação, mapeamento de dados e muitas outras funções necessárias. Sozinho é muito complicado todo o processo de adequação”, diz.

O projeto do software Octo foi criado em duas frentes, visando atender aos dois perfis mais comuns entre o empresariado. Um plano mais simples é o de locação do software da LGPD como serviço para quem já tem familiaridade com a lei fazer a gestão do projeto de forma autônoma, e a mentoria, na qual um especialista jurídico e um profissional de segurança da informação auxiliam o cliente no processo de adequação. “Temos clientes de todos os segmentos e as dúvidas são muito parecidas. Por isso o software funciona tão bem, por ser um mapa certeiro do que precisa ser feito”, finaliza Rodrigo Otávio.

Mais informações em https://octo.legal/