Brasileiros devem controlar os impulsos financeiros ao imigrar para os Estados Unidos

Brasileiros devem controlar os impulsos financeiros ao imigrar para os Estados Unidos

Alcançar o “sonho americano” é o desejo de muitos brasileiros, mas quando isso acontece alguns ficam deslumbrados com as facilidades oferecidas pelos Estados Unidos, e, por isso, cometem uma série de erros que, na maioria dos casos, não ocorreriam no Brasil.

De acordo com Daniel Toledo, advogado que atua na área do Direito Internacional, fundador da Toledo e Associados e sócio do LeeToledo PLLC, escritório de advocacia internacional com unidades no Brasil e nos Estados Unidos, a facilidade para adquirir bens que não eram acessíveis pode atrapalhar a visão desses imigrantes. “O brasileiro chega aos Estados Unidos e começa uma vida totalmente diferente, esquecendo dos valores adquiridos e até mesmo as habilidades que o capacitam para recomeçar em um país totalmente diferente”, relata.

Para o advogado, ter acesso a tantas facilidades cria uma falsa ilusão de poder, o que se não for ponderado, pode comprometer todo o planejamento realizado ao longo de vários anos. “Uma pessoa sai do Brasil, onde ele tinha um carro popular, por exemplo, e chega aos Estados Unidos com a capacidade de comprar uma BMW com o dinheiro da venda daquele mesmo veículo popular. Se ele não tiver os pés no chão e estrutura emocional, a probabilidade é de que esse brasileiro faça uma aquisição desastrosa atrás da outra. Vemos isso acontecendo constantemente, com imigrantes em situações extremamente desgastantes”, alerta.

Toledo acredita que esse tipo de comportamento compromete a imagem da comunidade brasileira. “Isso tem acontecido com uma frequência muito grande. Quem presencia uma conduta deste tipo, evita se relacionar com os demais conterrâneos que vivem no país”, lamenta.

De acordo com o especialista em Direito Internacional, é importante se adequar à cultura local para não cometer esses deslizes. “Não se adaptar às regras daquele país, comunidade ou sociedade, tentando aplicar os piores costumes do Brasil em um país completamente diferente, não traz benefício algum para os imigrantes”, finaliza.