Tecnologia identifica tendências do consumidor em tempo real

Redução expressiva dos itens em estoque, disponibilidade praticamente total de produtos nas lojas, redução de custos da operação e otimização das vendas. Esses são os resultados prometidos pela Onebeat, empresa israelense de tecnologia, voltada para o mercado varejista de médio e grande portes. A empresa disponibiliza ao varejo uma tecnologia baseada em algoritmos de aprendizagem em tempo real (inteligência artificial), que faz a utilização massiva de dados (big data) para orientar e otimizar o fluxo de produtos nas lojas e nos centros de distribuição.

A tecnologia se integra aos sistemas estruturantes do cliente (como um ERP, por exemplo) e utiliza dados dos pontos e vendas (PDVs). Ela é capaz de captar, em tempo real, mudanças no comportamento do consumidor e as tendências nas vendas. A inteligência artificial possibilita que os itens que estejam despertando maior interesse fiquem disponíveis na quantidade e nos locais adequados para atender à demanda. 

“Temos clientes que atingiram 50% de redução nos estoques de lojas, além de garantir até 98% de disponibilidade de produtos nos PDVs. Com isso, conseguiram ampliar o retorno sobre capital investido em estoque (GMROI) em até três vezes e otimizar as vendas”, garante Igor Melo, Head da Onebeat no Brasil.

Entre os clientes brasileiros da Onebeat está a Aramis, empresa de vestuário masculino, que utiliza a tecnologia desde abril de 2021. “Estamos vendendo mais peças com um sortimento menor e tivemos uma melhoria de 60% no giro de estoque”, relata Richard Stad, CEO da empresa, em matéria recente na imprensa. “Conseguimos manter as margens de lucro e reduzir a necessidade de realizar liquidações. Além disso, vamos ter maior acuracidade para desenvolver coleções mais assertivas”, complementa.

No Brasil, a empresa possui clientes nos segmentos farmacêutico, moda (roupa e calçados), joias, eletroeletrônicos, bebidas, tintas, laticínios e home centers. Além da Aramis, a Animale, a Grand Cru, a Vivara, a Pague Menos, a Cassol Centerlar, as Lojas Lebes são clientes Onebeat entre outros.

Prova de conceito

A empresa oferece gratuitamente aos clientes a realização de uma POC (Proof of Concept/Prova de conceito). Nesse caso, o cliente pode fazer uma simulaçãocom os seus dados reais para checar os resultados efetivos. “Assim é possível conferir, com muita precisão, quais são os ganhos potenciais com o uso da tecnologia”, pontua o Head Brasil da Onebeat. O modelo comercial mais aplicado é o de SAAS, (software as a service), ou seja, por assinatura.

O sistema também é modular, expansível e pode ser implantado em um número reduzido de lojas. “Esse formato facilita o controle e os ajustes para a adequação da tecnologia aos desafios do projeto. Permite, ainda, que o cliente ganhe confiança antes de um roll-out pleno”, explica Melo.

Crescimento

A Onebeat é uma retail tech, spin-off do Grupo Goldratt, uma organização israelense fundada pelo físico Eliyahu Goldratt, criador da renomada Teoria das Restrições (TOC – Theory of Constraints).

Segundo o Head da Onebeat no Brasil, a operação brasileira dobrou de tamanho nos últimos dois anos e espera crescer mais 100% este ano Apesar dos resultados expressivos, esses últimos três anos foram marcados por intenso aprendizado, adaptação e ajustes na operação local. “Todo mercado e segmento têm suas especificidades que demandam ajustes no modelo de negócios. Essa tropicalização foi feita para atender mais adequadamente o perfil dos usuários brasileiros”, explica Melo.

A empresa está presente em 30 países, conta com mais de 140 clientes ao redor do mundo, que em conjunto respondem por cerca de 55 mil pontos de venda e gerencia aproximadamente US$ 11 bilhões em estoques.