Brasil supera 200 crianças e adolescentes superinteligentes identificados por entidade global

Brasil supera 200 crianças e adolescentes superinteligentes identificados por entidade global

A Associação Mensa Brasil, entidade que reúne pessoas com altas capacidades intelectuais no País e representante oficial no País da Mensa Internacional, principal organização de alto Quociente de Inteligência (QI) do mundo, informa que o Brasil ultrapassou a marca de 200 crianças e adolescentes superinteligentes identificados no território nacional.

Segundo mapeamento da entidade, do total de menores identificados no Brasil (atualmente, com 204), o estado de São Paulo lidera o ranking, com 73 superinteligentes. Em seguida estão Rio de Janeiro, com 27 pessoas, e Minas Gerais, com 18 (veja ranking completo abaixo).

A primeira criança entrou na entidade em setembro de 2006, quando tinha 9 anos. Já em setembro de 2011, ingressou na associação um membro ainda mais novo, com 7 anos de idade. Os identificados mais novos atualmente pela Mensa Brasil têm 3 anos de idade.

No total de brasileiros identificados de todas as idades, a entidade reúne mais de 2,1 mil pessoas superinteligentes. Destes, 70% têm entre 19 e 36 anos. As pessoas entre 13 e 18 anos correspondem a 10%, mesmo patamar verificado para a faixa etária entre 37 e 45 anos. Apenas 5% possuem atualmente mais de 45 anos de idade. Uma curiosidade: o membro mais idoso foi identificado pela Mensa Brasil aos 72 anos de idade.

Com o intuito de ampliar a descoberta de pessoas com altas habilidades/superdotação, a entidade tem realizado periodicamente rodadas de testes em diversas cidades brasileiras. A última aconteceu no dia 24 de setembro deste ano, em 18 cidades espalhadas pelo País, de forma simultânea. A próxima rodada de testes de admissão está marcada para dia 26 de novembro de 2022.

Na avaliação de Rodrigo Sauaia, presidente da Mensa Brasil, o Brasil é uma potência intelectual ainda adormecida e subaproveitada. “Temos uma das maiores populações do planeta. Cerca de 2% dos habitantes do Brasil podem apresentar sinais de altas habilidades, com um QI muito acima da média. Porém, ainda não há um mapeamento abrangente destes indivíduos”, aponta Sauaia.

“Para contribuir na ampliação desse mapeamento, a Associação Mensa Brasil está comprometida em aumentar o conhecimento da sociedade sobre a superinteligência. Além disso, trabalhamos para ampliar a identificação de pessoas com QI muito acima da média, por meio das nossas rodadas de testes, bem como criar um ambiente positivo e estimulante para que estas pessoas possam interagir e evoluir”, comenta Sauaia.

Ranking dos estados com menores de idade identificados pela Mensa Brasil