Condomínios apostam em aplicativos que substituem o interfone e economizam em infraestrutura

Os procedimentos de comunicação em prédios e condomínios já estão estabelecidos e, há anos, seguem o mesmo padrão com sistemas de interfones caros e complexos. No entanto, novas soluções estão sendo criadas e, segundo os operadores, podem oferecer experiências inovadoras para porteiros, moradores e visitantes nos condôminos.

As portarias digitais e remotas, por exemplo, sem a presença física de uma pessoa no ambiente, não param de crescer. Seja para reduzir o valor de gastos mensais ou para aumentar a sensação de segurança, prédios residenciais por todo o Brasil já adotaram esse tipo de alternativa.

Para Victor Barbosa, CEO da GuuG Inteligência para Condomínios, empresa que desenvolveu um sistema de comunicação para condomínios utilizando um simples aplicativo para celular, é necessário que os empreendimentos imobiliários atualizem a sua comunicação interna. “Estamos em um momento em que a internet das coisas vem tomando conta de todos os mercados, então a Guug chega pioneira, trazendo a revolução do interfone e a possibilidade de atendê-lo em qualquer lugar, inclusive fora de casa, e em um número infinito de dispositivos, com o uso do nosso aplicativo. Com o sistema tradicional, isso seria impossível de se alcançar”, relata.

Normalmente, os condomínios contam com um orçamento pré-estabelecido destinado para manutenção dos interfones, pagando mensalmente possíveis avarias e outros problemas técnicos que podem ocorrer. Com um sistema digitalizado, os gastos com manutenção diminuem consideravelmente. “Com um aplicativo como o da GuuG, a manutenção deixa de ser algo que pede a presença de um técnico ou colaborador para fazer esses reparos. Isso porque todo o processo de manutenção é on-line e fica a cargo da desenvolvedora da solução. Caso o aplicativo pare de funcionar ou apresente algum problema, o reparo acontece internamente e o condomínio não precisa realizar nenhuma ação. Com isso, a manutenção desse tipo de sistema é mais rápida e barata se comparada com um interfone comum”, declara o CEO.

As principais funções oferecidas pela solução da GuuG são:

  • Interfone digital (Possibilidade de atender a portaria em qualquer lugar do mundo);
  • Gestão de abertura de portas (Quando o condomínio disponibiliza a automação);
  • Aviso e gestão de correspondências (O morador tem informações em tempo real sobre chegada de correspondências).

De acordo com Bruno Pompilio, fundador da GuuG Acesso Inteligente, a implementação desse tipo de sistema está se popularizando entre os principais administradores de condomínios. “Hoje nós estamos atuando em um dos maiores condomínios da América Latina, que fica na cidade de Embu das Artes, em São Paulo. O empreendimento conta com mais de 45 mil moradores e fez com que a ferramenta ganhasse ainda mais evidência no mercado. Outra grande parceria que nós temos é com a Cyrela, incorporadora e construtora de imóveis residenciais que opera em mais de 60 cidades em todo o Brasil. Eles nos contataram para levar essa solução logo na raiz de seus condomínios, possibilitando uma grande economia em infraestrutura para a instalação e implantação do interfone convencional”, pontua.

Bruno afirma que, quando o sistema é implementado, a empresa disponibiliza um colaborador para instruir os moradores sobre o uso das soluções disponíveis, familiarizando-os com o aplicativo. “Ele vai disponibilizar vídeos e ferramentas para que o morador consiga ter mais tato de como o aplicativo opera. Por ser muito intuitivo, fica fácil para que eles identifiquem as funcionalidades do app. Em um pequeno espaço de tempo, os moradores começam a entender que, realmente, é algo que está os favorecendo e trazendo uma comodidade maior ao seu dia a dia. Nós temos o feedback de alguns moradores que ainda se mostram surpresos com a possibilidade de atender o interfone mesmo estando fora de casa”, finaliza.