Sistema de segurança contra ciberataques 100% on-line e na nuvem é lançado no Brasil

Ameaças cibernéticas não são coisas de filmes de ação. Na vida real, diariamente, milhares de empresas sofrem tentativas de ataques que muitas vezes nem são percebidas, mas que quando bem-sucedidas podem colocar em risco a própria existência da empresa.

Esse risco não é exclusivo de grandes corporações. Pequenas e médias empresas também têm sido alvo de cibercriminosos, os quais são cada vez mais criativos no desenvolvimento de golpes que visam roubar dados sigilosos, informações vitais, contas e senhas de acessos.

“São tantos eventos que precisam ser monitorados e em uma velocidade tão grande que, muitas vezes, as empresas nem sabem por onde começar a ‘levantar suas defesas’ contra possíveis ataques”, diz Fabrizio Alves, CEO da Vantix, empresa de Cyber Proteção que atua há mais de quinze anos no desenvolvimento de soluções para segurança, proteção de dados e privacidade.

A Vantix, inclusive, acaba de lançar no mercado brasileiro o primeiro SOC (Security Operations Center, ou Centro de Operações de Segurança) 100% on-line e na nuvem do Brasil. O objetivo da empresa é trazer um formato que permita aos profissionais de segurança entenderem onde estão as ameaças e como combatê-las, de maneira rápida e eficiente.

Alves explica que muitos SOCs atuam em segundo plano e o monitoramento nem sempre explicita quais os eventos que estão sendo avaliados e o grau de risco que apresentam. “Com a nossa solução Cyrebro, na nuvem e de forma simplificada, democratizamos a informação e tornamos o processo de investigação e resposta muito mais ágil. Além disso, o cliente vê exatamente aquilo que é o importante, a partir de um dashboard superintuitivo”. 

O Cyrebro integra todas as ferramentas, soluções e tecnologias de segurança em uma única plataforma, transformando a sobrecarga de informações de segurança cibernética em visibilidade, com contexto e clareza em tempo real. Gerenciado pelo cyberbrain da plataforma, o qual otimiza o processo de detecção e alerta de ameaças, é possível obter uma visão única e centralizada de todos os incidentes de segurança cibernética.

Outra grande vantagem é que o SOC Vantix já vem como uma solução completa e que é facilmente integrada. “Nós oferecemos um ‘menu completo’, ao invés do nosso cliente ter que escolher e montar cada parte do sistema. Imagina ir a um restaurante e ter que escolher cada ingrediente do prato. Fica bem mais complicado”, exemplifica o CEO da Vantix.

Além disso, a empresa conta com a retaguarda e know-how da CyberHat, empresa de Israel e o maior polo tecnológico em cibersegurança do mundo, com experiência comum acumulada de mais de 400 empresas em 26 países diferentes. Ao todo, são mais de 140 profissionais envolvidos no desenvolvimento e monitoramento do SOC, e quando o cliente adquire a solução na nuvem, tem à sua disposição mais de 2 mil regras para definir cenários de avaliação de eventos e alertas para diversos casos de uso.

Dessa forma, eliminamos o esforço extremamente caro de construir um SOC interno, que é difícil de desenvolver e manter. Com instalação plug-and-play, a plataforma fornece visibilidade total da postura de segurança existente, ao mesmo tempo que oferece segurança cibernética altamente avançada com respostas rápidas e eficientes às ameaças cibernéticas. Os clientes finais se beneficiam de uma oferta completa de Infraestrutura SOC com recursos avançados 24/7/365, incluindo inteligência e caça de ameaças, investigação forense e resposta a incidentes.

Adicionalmente, o SOC oferece recursos de prevenção baseados em segurança ofensiva, que incluem gestão de vulnerabilidades, pentests automatizados, simulação de ataques e gerenciamento de toda a superfície de ataque.

“A segurança tem que ser ofensiva, e não apenas defensiva, e com todos esses recursos, podemos prever antes mesmo de sofrer os ataques, e isso eleva o nível de segurança”, diz Fabrizio Alves.