Empresa investe em startups com projetos contra desperdício de alimentos

Empresa investe em startups com projetos contra desperdício de alimentos

Há três meses foi criado o Grupo Sororité, uma comunidade de investidoras-anjo criada com o objetivo de incentivar o público feminino a investir em startups lideradas por mulheres. Atualmente, o grupo é composto por 35 mulheres, possui R$ 1 milhão em carteira e é parceira de sete projetos

Para conhecer melhor esse case, recomendamos entrevistar as fundadoras Erica Fridman Stul (executiva com passagens pela Johnson & Johnson, Procter & Gamble e brf) e Flávia Melo (ex Uber, Facebook e Mentor to Women Founders), e, como perfil de investidora, Heloisa Guarita, CEO da RG Nutri (http://www.rgnutri.com.br/), consultoria especializada em planejamento estratégico para marcas do mercado de nutrição e alimentação há mais de 20 anos. É formada em Nutrição, Mestre em Psicobiologia, com formação em marketing empresarial e diferentes especializações, como na London Business School em Strategy for Value Creation e Hyper Island em Creating Innovation.

Heloisa está, neste momento, criando uma plataforma sobre investimentos em startups que atuam no mercado de desperdício de alimentos. “Um terço do que a consumimos em alimentos é jogado fora. Desde a produção na agricultura até na ponta final, como a Ceagesp, restaurantes, padarias etc.”, afirma. 

Já existem exemplos no Brasil de startups que aproveitam os alimentos não utilizados, mas é um mercado promissor, segundo a executiva. Há empresas que disponibilizam aplicativos onde o consumidor obtém descontos na compra de produtos de qualidade que seriam jogados fora por falta de consumo. “Nosso objetivo é procurar novos oportunidades nesse segmento, que valham a pena, em negócios disruptivos ou que têm impacto positivo à sociedade, para investir em um período de um ou dois anos”, diz Heloisa.