Escola de Inglês baseada na casa do franqueado vai até o aluno

Escola de Inglês baseada na casa do franqueado vai até o aluno

Comprar uma franquia é uma opção segura para quem busca empreender. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o Brasil conta com mais de 156 mil unidades de franquias e são mais de 3 mil opções de marcas. Em 2020 o setor registou o faturamento de R$ 167 bilhões.

Um dos modelos que mais tem crescido entre os novos empreendedores é o home based, cuja base do negócio é a casa do franqueado e é um investimento de baixo custo, ideal para quem não possui capital para investir grandes quantias.

O grande diferencial desse modelo é que os clientes não vão presencialmente até a empresa, pois é a escola que se desloca até eles, ou os serviços são feitos virtualmente.

O ensino on-line se expandiu devido a restrição imposta pela pandemia, mas a Top English apostou nesse modelo desde a sua fundação, em 1997, e oferece os franqueados. “Por ser home based os custos operacionais fixos são extremamente baixos, já que não tem aluguel, funcionários e taxas inerentes a operação física de uma escola”, explica Dilson Kossoski, CEO e fundador da Top English.

Sobre a Top English

Se o aluno não pode ir até a escola, a escola vai até o aluno. Esse formato não foi desenvolvido por conta da pandemia, visando o distanciamento social e a pausa nas aulas presenciais, essa sempre foi a filosofia da Top English, a escola de Inglês que não possui uma unidade física, criada em 1997, por Dilson Kossoski, na cidade de Maceió (AL), e que possui a missão de oportunizar e inspirar as pessoas a realizarem o sonho da fluência na língua inglesa.

A escola oferece aulas de Inglês para brasileiros e hispânicos no mundo todo, de modo on-line, com professor em tempo real. As turmas podem ser formadas com pessoas em diversas partes do mundo, mas se o aluno preferir aulas presenciais, tem a liberdade de escolher o melhor local para que o professor vá ao seu encontro.

Com foco 100% na conversação desde a primeira aula, o curso da Top English é personalizado. Além de poder escolher dia, horário e o local (casa, trabalho ou on-line), o aluno é quem dita o ritmo das aulas, que podem ser individuais ou em pequenos grupos. “Nossos alunos já saem da primeira aula conseguindo criar sozinhos mais de 100 frases”, garante o fundador da rede Dilson Kossoski.

Trata-se de uma escola cuja metodologia foi criada a partir da observação de uma lacuna no ensino de idiomas com muitas aulas focadas na gramática e quase nenhuma na conversação. “Assim como quando aprendemos uma língua nativa, iniciamos pelo diálogo e depois criamos mais intimidade com a parte escrita, nossa metodologia tem a mesma premissa. Identifiquei pontos de dificuldade na aprendizagem e apliquei ao nosso método de ensino o que descomplica as habilidades que precisam ser desenvolvidas na prática do novo idioma”, conta Dilson.

Durante 14 anos, a Top English operou apenas em sua cidade sede e em 2011 ocorreu o processo de expansão pelo sistema de franquia. Hoje, a rede possui 55 unidades em diversos estados brasileiros e três no exterior: Orlando (EUA), Tóquio (Japão) e Porto (Portugal).

Outro destaque da rede é o modelo de franquia, com baixo investimento pois atua no modelo home based. “Por ser home based os custos operacionais fixos são extremamente baixos, já que não tem aluguel, funcionários e taxas inerentes a operação física de uma escola”, explica Kossoski.

Diferentemente dos métodos tradicionais, ao adquirir uma franquia, o empresário torna-se um master franqueado e os professores parceiros são os franqueados que pagam os royalties para ele. Não há limite de professores parceiros. “O master franqueado opera o negócio físico e presencialmente. Ele vai cuidar de todos os aspectos do negócio, da parte administrativa, comercial, até o corpo docente”, conta Dilson.

“Quando falamos em crescimento, visamos primeiro nossos valores e princípios do que monetário. E isso torna nosso negócio consistente”, explica. Em 2020, primeiro ano da pandemia, a Top English cresceu 18% no número de unidades e fechou o ano com um crescimento de 5% no número de alunos em relação a 2019. Em 2021 continua crescendo também nos dois aspectos do negócio.

“Criamos oportunidades e inspiramos de modo que as pessoas conquistem liberdade e transformem suas vidas. Nossa estratégia é continuar trabalhando forte nosso propósito, pois isso fortalece nosso negócio com o propósito passado adiante com a nossa franquia, e reflete na conquista de cada aluno”.