Mercado editorial tem sugestões para construção de mentalidade empreendedora

Com o avanço das tecnologias digitais, tudo muda e se reinventa rapidamente, seja a forma que trabalhamos, aprendemos, consumimos entretenimento ou até nos relacionamos. Esse período em que a sociedade atravessa nos desafia a ter resiliência, a ser flexível, sendo capaz de pensar fora da caixa, e a ter a capacidade criativa necessária para idealizar e encabeçar projetos que solucionem problemas e questões atuais.

Uma tendência que vem sendo observada nos últimos anos, no mundo e no Brasil, é a ampliação não só da vontade de ter um negócio próprio, mas, de fato, a criação de microempresas. Segundo levantamento realizado em 2021 pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor), cresceu em 75% o desejo de desenvolver um negócio próprio no país desde 2018. Os números de criação de MEIs, também em 2021, não ficaram para trás: batendo recorde no Brasil, foram abertos quase 4 milhões de CNPJs. Para evoluir com um empreendimento, aprender sobre habilidades interpessoais, educação financeira e concentração é indispensável.