Métricas e indicadores são fundamentais no processo de recrutamento e seleção

Métricas e indicadores são fundamentais no processo de recrutamento e seleção

A área de Recursos Humanos sempre foi muito criticada por não apresentar dados numéricos dos resultados de seu trabalho e resultados muito não palpáveis.  Entretanto, com a entrada de novas tecnologias para facilitar a gestão de pessoas, essa área tão estratégica das empresas passou a contar com dados importantes para medir a efetividade dos seus processos.

abler HRTech criada por profissionais das áreas de Recursos Humanos e Tecnologia com o objetivo de conectar empresas e candidatos de forma fácil e prática, disponibiliza um guia prático de dados essenciais que podem ser analisados nos processos de recrutamento e seleção. Para ter acesso ao documento, basta acessar o endereço https://conteudo.abler.com.br/infografico/dados-essenciais-para-analisar-o-recrutamento, preencher um formulário e descarregá-lo.

Segundo Alisson Souza, fundador e CEO da abler, as principais métricas que podem ser acompanhadas nos processos seletivos são performance dos canais de candidatura, desclassificação por etapa do processo e motivos que levaram a isso. “Esses indicadores devem ser acompanhados logo no início dos processos para entender o desempenho inicial do recrutamento e tomar iniciativas primárias de melhorias”, detalha.

O fundador ressalta também sobre a importância de se fazer o funil de recrutamento, um relatório que traz uma representação gráfica das diferentes etapas existentes em um processo seletivo, que vai desde a aplicação do candidato a uma vaga até o fechamento. “Dessa forma é possível verificar, por exemplo, quantos candidatos estavam presentes em cada etapa do processo seletivo, qual fase que reprovou mais pessoas, entre outros dados relevantes”, elenca.

Um exemplo prático fornecido por Alisson é que, se o recrutador fizer uma análise da etapa de candidatura para a etapa de triagem e há uma taxa de conversão baixa, significa que os candidatos que estão sendo atraídos para se candidatarem àquela vaga, não estão de acordo com o perfil desejado, porque somente uma pequena parte das pessoas candidatas está passando para a fase de triagem.

Sobre o fato de existir uma queixa generalizada dos candidatos em relação à demora no processo, embora uma das principais métricas de recrutamento e seleção seja tempo médio de preenchimento das vagas, Alisson ressalta que uma comunicação, transparente e respeitosa, entre as pessoas candidatas e as empresas é fundamental para diminuir a ansiedade. “É preciso, em uma primeira etapa de um processo seletivo,  ter um alinhamento de expectativas entre RH e candidato, as fases que irão ocorrer e o tempo estabelecido para fechar aquela vaga. Tal transparência possibilita ao candidato uma experiência mais positiva”, finaliza o CEO.