Empresas investem no modelo Open Innovation para engajar colaboradores

O Ranking 100 Open Startups destaca, anualmente, as startups mais atraentes para o mercado corporativo. Publicado desde 2016, a partir da edição 2018, passou a destacar, também, as corporações que mais se engajam no relacionamento com startups, as Open Corps. Na última semana foi divulgada a análise do Ranking das 100 empresas que mais fazem Open Innovation com startups no Brasil. A pesquisa revelou que, mesmo nos difíceis anos de 2020 e 2021, a atividade de open innovation entre empresas e startups seguiu seu caminho de forte crescimento. 

Atualmente, com mais de 60 clientes e mais de 275 mil colaboradores na sua base de usuários de diversos segmentos, dentro do Ranking eles contam com 6 clientes, entre eles ArcelorMittal, Saint-Gobain, Carrefour, Iguá Saneamento, Klabin e Via Varejo. A startup, que atraiu o olhar dos investidores, em meio à pandemia cresceu 70% em um ano, entrou para o Cubo e foi destaque em RH pelo Top 100 Startups,InovAtiva Brasil e vencedora do desafio Bring Your SaaS, da Meta Ventures Com o intuito de humanizar a comunicação interna de médias e grandes empresas com seus colaboradores, o Dialog é um hub de soluções focadas no colaborador.

De acordo com Gabriel Kessler, CGO do Dialog.ci, startup responsável por desenvolver uma plataforma online de comunicação interna e RH, durante os últimos meses as empresas buscaram ainda mais investimentos em comunicação interna e RH. “Com todos em casa, o home office deixou de ser opcional e a mudança cultural que poderia ter sido gradual, veio de uma só vez. E nesse processo, uma área que vem tentando provar o seu valor há décadas é chamada ao centro da discussão e tem de pautar as tomadas de decisão: como conectar e engajar colaboradores dispersos? Diante desse cenário, o trabalho de Recursos Humanos ganha a camada digital, além da humana, organizacional e física e nesse momento que o Dialog entra”, conta. 

Estudos da Deloitte mostram como essa transformação começou a estimular que a experiência dos colaboradores passasse a ser algo personalizado e interativo graças a soluções simplificadas semelhantes às das mídias sociais e mobile. “A aplicação da tecnologia trouxe junto dois termos que são imprescindíveis para as organizações que não querem ficar para trás: RH Ágil e RH Digital. Em resumo, eles reforçam que a adoção de ferramentas digitais pelo RH é a solução perfeita (e um caminho sem volta) para fugir de processos longos, descentralizados e obsoletos”, completa o especialista. 

Nesse cenário, o SuperApp brasileiro ganhou espaço, principalmente pelo seu foco na comunicação empresa-colaborador, cultura e propósito, pontos essenciais para dar senso de pertencimento e, consequentemente, aumentar a produtividade. “Para reforçar esse conceito, possuímos um setup que customiza o app com a marca do cliente e foca exclusivamente no engajamento de colaboradores, não em produtividade. O Dialog traz 4 canais de comunicação interna integrados: app mobile, web mobile, desktop e TV corporativa. Os clientes podem contratar um ou mais formatos”, revela Gabriel.

Além do foco em uma comunicação de duas vias entre empresas e colaboradores, o que não sobrecarrega os times com distrações e excesso de informação, o app é o mais leve do mercado com apenas 1MB (5 vezes menor que uma foto). Do ponto de vista de flexibilidade, oferece diversas integrações com os mais variados sistemas de RH e também fornece relatórios detalhados com insights importantes para melhorar o relacionamento e o fluxo de informações dentro de uma corporação.