Bares e restaurantes: empresa cria solução que digitaliza pedidos e pagamentos

Investir em novas tecnologias tem sido uma das grandes apostas de muitos setores, já que a presença digital se tornou uma necessidade para a sobrevivência de qualquer negócio. O setor foodtech, por exemplo, se atentou a essas exigências do mercado. Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), startups voltadas para o setor de alimentação são as que mais crescem no país. É o caso da Liuv, startup responsável pela criação de soluções digitais para bares e restaurantes. 

João Quintella, Antoine Kliot, Pedro Carvalheira e Leonel Melo buscaram referências em bares, lanchonetes e restaurantes nos Estados Unidos e na Europa, e resolveram, em 2017, com investimento inicial de R$500 mil, criar um produto revolucionário para os estabelecimentos brasileiros e que poderia amenizar duas grandes dores desses empresários. A primeira era a falta de apoio aos negócios de alimentação de pequeno e médio porte para que pudessem servir melhor seus clientes, conhecê-los e, claro, melhorar o faturamento. A segunda era a necessidade de otimizar a rotina de quem tem pouco tempo para se alimentar fora de casa e desejava ser valorizado por sua lealdade a um estabelecimento específico. 

“Criamos a Liuv para ajudar a evitar filas e facilitar a maneira de fazer pedidos e pagar contas, o que otimiza os negócios e poupa o tempo dos clientes. Além disso, entregamos inteligência de dados, com base no registro de consumo. Com essas informações, os estabelecimentos conseguem oferecer promoções e programas de fidelidade direcionados”, comenta João, que é co-fundador e CEO da startup. 

Menos filas, mais vendas! 

Hoje a Liuv oferece cinco tipos de serviços dentro do aplicativo criado pela startup: cardápio digital, pagamento de comanda, pagamento da mesa, pedido com pagamento e ficha virtual. Essas soluções proporcionam aos estabelecimentos otimização de equipe de até 30%, aumento no fluxo de vendas, redução de custos, atendimento 3 vezes mais rápido e entendimento do perfil de consumo dos clientes. Outra vantagem é que clientes e funcionários têm mais segurança em relação ao Coronavírus, já que pedidos e pagamentos ocorrem totalmente sem contato físico. 

Para os consumidores, a vantagem, além da segurança já citada, está principalmente em ganhar tempo na hora de pagar a conta – evitam filas e aglomerações. O usuário pode pagar com cartão de crédito ou bandeiras de vale refeição e ainda recebe promoções e descontos exclusivos dos estabelecimentos, tudo pelo app.

Expansão nacional

Em 2017, a Liuv colocou seu app para rodar inicialmente com estabelecimentos na cidade de São Paulo, mas com o objetivo de sempre aumentar a base de clientes. Em 2020, começaram algumas negociações de aporte com a Cielo, finalizadas no ano seguinte, no valor de R$9 milhões.

Apesar da pandemia, que deu uma balançada nos serviços da maioria das empresas de consumo, a startup se manteve em pé buscando ajudar os clientes, e hoje atua em todo o estado de São Paulo e na cidade de Belo Horizonte. 

“O início da pandemia não foi fácil. Tivemos que pensar em soluções para ajudar nossos clientes, que passaram muito tempo fechados e precisavam de novas ferramentas para a retomada dos serviços. Foi aí que nasceu o Cardápio Digital por QR Code. Hoje, com a retomada da economia, os clientes voltaram a abrir as portas e entenderam que a digitalização é essencial. Nosso objetivo é estar em todas as capitais do país até o final do ano que vem”, finaliza o CEO.