MPE foram responsáveis por 83% dos empregos gerados no Ceará em janeiro

MPE foram responsáveis por 83% dos empregos gerados no Ceará em janeiro

A exemplo do que se registrou em 2023, as Micro e Pequenas Empresas (MPE) começaram 2024 registrando saldo positivo na geração de empregos no Ceará. Dos 1.264 empregos com carteira assinada criados no estado em janeiro de 2024, 1.050 foram gerados pelos pequenos negócios. O número corresponde a 83% do total.

Esses dados fazem parte de um levantamento feito pelo Sebrae a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No mesmo período, as Médias e Grandes apresentaram um saldo negativo, sendo responsáveis por 1.005 demissões. Os demais empregos que contribuíram para o saldo positivo do Ceará foram gerados pela Administração Pública e pelas Empresas Sem Fins Lucrativos.

Mais uma vez o setor de Serviços se destaca na geração de empregos no estado. No mês de janeiro, as Micro e Pequenas Empresas do setor geraram 1.291 empregos formais. Também apresentaram resultado positivo no mês os pequenos negócios da Construção (801 empregos) e da Indústria da Transformação (297 empregos). Em contrapartida, as MPE do Comércio apresentaram um saldo negativo de 1.308 demissões e as do setor Agropecuário, de 33 demissões.

Crescimento

Mesmo com o resultado dos setores do Comércio e Agropecuário, o saldo de 1.050 empregos gerados pelas MPE do Ceará em janeiro de 2024 representa um crescimento de 73% em relação ao mesmo período de 2023, quando os pequenos negócios começaram o ano com um saldo positivo de 606 empregos formais criados no estado.

Em 2023, os pequenos negócios cearenses registraram saldo positivo de empregos em todos os meses do ano. Ao longo dos últimos treze meses as Micro e Pequenas Empresas do estado contribuíram com um saldo acumulado de 48.490 empregos com carteira assinada.

Brasil

O levantamento do Sebrae mostrou ainda que em todo o país, foram criados 180,3 mil empregos no mês de janeiro. Desse universo, 62% estavam nas MPE. Os pequenos negócios geraram, no primeiro mês do ano, 52% mais empregos que o registrado no mesmo período de 2023 no Brasil. Foram 112 mil novas vagas contra 74 mil contabilizadas no ano passado somente nas micro e pequenas empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *